Eu queria ser...


Dizia bem Renato Russo, " O que você vai ser quando você crescer...", e um belo dia de tanto escutar isso, eu verdadeiramente tive que dar uma resposta que satisfizesse a minha vontade e que as pessoas aceitassem. Sei que é errado basear seu sonhos no que as pessoas querem e dizem, e não escuto mais o que elas falam pra mim. Eu ainda não tenho absoluta certeza se sou capaz de chegar onde eu quero, mas não vai ser por falta de esforço.   
Eu sempre me imaginei em um palco com um violão cantando. E até hoje me imagino ali fazendo que mais gosto. A música faz parte de mim. Não me vejo sem ela. Queria ser um astro do rock como se eu soubesse muita coisa pra isso. Minha imaginação rola solta e não me prendo ao mundo real, e por isso se não me encontrar aqui estarei provavelmente enfrentado algum monstro. Vivo fugindo da realidade em busca do meu verdadeiro lar. Não sei ao que pertenço. A cada história que leio eu me vejo num mundo diferente com amigos diferentes e é ali que eu quero estar. Não faz mal sonhar com aquilo que acredita. 
Bom, essa era eu há uns dois anos atrás. Hoje eu tenho um pensamento totalmente diferente do que eu tinha naquele tempo. Eu sou uma pessoa livre e sei o que quero. Não sou mais aquela garotinha perdida que não sabia onde estava, não se encaixava em lugar nenhum.
Todos dizem que eu tenho a síndrome do Peter Pan, não quero crescer. Eu tenho essa sede de viver intensamente a minha vida. Hoje me encontro em vários lugares com pessoas diferente em momentos diferentes. Eu sou assim um eterna mutante.
Sempre quis mostrar ao mundo pra que eu vim, pesar de antes eu ter me preguntado várias vezes o porque de estar aqui, mas quer saber eu não me importo mais. não to nem ai o que as pessoas vão dizer pra mim, já me importei de mais com elas. Tem uma hora que cansa e eu cansei de viver presa no meu mundo.
Outra coisa guardada é a vontade de conhecer o mundo e me aventurar por ele. Quero me sentir livre, correr pela praia, andar na areia e sentir o vento em meu rosto. E no fim de tarde pegar meu violão, subir em uma pedra e ver o sol se por no horizonte. À noite ver as estrelas deitada em uma rede balançando junto com a brisa.
Me perguntam o porque de tirar tanta foto. A resposta é simples: quero levar para eternidades momentos bons que por mais falsos ou escrotas, eu vivi aquilo. Posso achar ridículo, mas um dia vou dar muita rizada dessas fotos e quero mostra-las a todos. Mostrar minha trajetória. Quero colecionar esses momentos e sorrir com eles.  

0 comentários:

Postar um comentário

 

© Template Grátis por Cantinho do Blog. Quer um Exclusivo?Clique aqui e Encomende! - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré